Inovação é a palavra de ordem na BTA

1498154449.jpg

22/05/17A BTA Aditivos tem estado em constante crescimento, tanto em sua carteira de clientes - ampliada em 90% - quanto na linha de produtos e soluções oferecidos aos mercados de rações para bovinos, equinos, suínos, frangos e indústria de farinhas nestes mesmos segmentos. O avanço é resultado de uma estratégia forte na organização e no realinhamento de diretrizes na área comercial, além da presença constante junto ao cliente.

A transição pela qual a empresa passou, com a construção e adequação da fábrica, localizada em Xanxerê (SC), contratação de pessoal e organização das áreas esteve sempre focada no crescimento constante. “Trabalhamos e suamos a camisa para transformar nossos objetivos em realidade, com a preocupação e o cuidado de nunca afetar nenhum processo, seja na qualidade dos produtos, quanto no prazo de entrega e presença nos clientes”, revela José Valter Dornelles Mello, diretor da BTA. 

O resultado de todo este empenho é uma empresa planejada, enxuta, moderna e automatizada, fundamental hoje em dia para o nível que se quer oferecer de qualidade e tecnologia, atendendo a todas as necessidades.

Área Comercial Motivada 

Um dos grandes desafios da BTA neste último ano foi encontrar o dream team comercial. “Temos excelentes pessoas trabalhando seja em vendas, pós-vendas, área técnica e manutenção. Mas foram necessários muitos ajustes, longas conversas, treinamentos com um bom expertise, tanto em negócios, quanto em equipamentos e produtos para formar uma equipe alinhada e engajada”, explica Ernani Küller Bello, gerente Comercial. 

 A empresa entende que, na área comercial, o mais importante é saber ouvir e encontrar a solução que o cliente deseja. Até a entrega do produto são necessários muitos testes, validações, adequações e análises, num trabalho verdadeiramente personalizado.

Para o gerente Comercial, o diferencial da equipe de vendas da BTA está em saber ouvir a necessidade do cliente, aliado com o alto conhecimento técnico na busca por soluções com a melhor viabilidade econômica. Para este ano, Bello destaca o fortalecimento da empresa, o crescimento no mercado nacional - em especial em regiões ainda não visitadas - e internacional, ultrapassando as fronteiras no primeiro trimestre, atendendo os países vizinhos. “Como gestor nosso desafio é manter uma equipe preparada e comprometida, aliada com a filosofia da empresa, que é de trabalhar com ética, profissionalismo e melhoria contínua”, finaliza. 

Mesmo após a entrega do produto e instalação dos equipamentos uma equipe de pós-vendas continua fazendo o acompanhamento no cliente. “A manutenção dos equipamentos é preventiva, o que na maioria das vezes, evita problemas. Caso haja algum imprevisto, nosso tempo de resposta é muito rápido”, explica Jorge Luiz Kracker, zootecnista e coordenador da equipe de Pós-vendas da BTA. “No relacionamento com o cliente podemos trabalhar tanto com o operador, o diretor corporativo ou ainda com o dono da empresa. Ou seja, além de fazer o pós-vendas, fazemos um assessoramento técnico também, pois estamos aptos a auxiliar tanto na operacionalização, quanto na revalidação e medição da eficiência do produto”, explica Kracker. Por isso que, para a BTA, o pós-venda é também um canal que contribui para apurar novas possibilidades em um mesmo cliente. Na avaliação do coordenador da área, o ano de 2016 foi ao mesmo tempo de dificuldades e conquistas. A partir do segundo semestre os realinhamentos realizados trouxeram bons resultados. Um exemplo disso, foi o aumento da carteira de clientes. 

Equipe jovem e inovadora

O sucesso da reestruturação da BTA pode ser conferido pelo padrão de competência da equipe que compõe a empresa. Dos funcionários, somente 8% não possuem ensino superior. A graduação e especialização dos profissionais é uma das estratégias para a excelência dos trabalhos. “Não é só a busca por capacitação que faz com que todos se identifiquem com a empresa, mas também pelos colaboradores possuírem ideais parecidos. Todos são muito engajados e comprometidos, com o olhar voltado para a pesquisa e com o sentimento de pertencimento”, destaca a gerente Administrativa, Marili Fátima Lodi. 

 A BTA procura candidatos com perfil voltado ao crescimento e com percepção inovadora. “Não há espaço para o profissional estagnado. É preciso ter preocupação em buscar aperfeiçoamento constante, porque a atividade da empresa instiga a pesquisa e a atualização”, destaca. Em contrapartida, a BTA participa de forma assídua, através de investimentos em cursos e workshops in company. 

Investimento em Pesquisa e Desenvolvimento 

O setor de Qualidade realiza, atualmente, testes, análises físico-químicas e microbiológicas, controle, rastreabilidade, entrada e saída de matéria-prima e trata de assuntos regulatórios. Este ano, a BTA incorporou ao laboratório uma área de Pesquisa e Desenvolvimento, hoje vista como a menina dos olhos da empresa. “A ampliação do laboratório é uma realidade que visualizamos para o próximo ano. É uma necessidade para alcançar os objetivos de crescimento e ampliação do portfólio que temos”, explica o diretor Mello. 

A BTA conta com uma equipe de pesquisa altamente preparada. Os profissionais mantêm contato com universidades federais, que são grandes parceiras. Em Santa Maria, por exemplo, a universidade é referência por possuir equipamentos de ponta que se utilizam de ultrassom, raio ultravioleta, entre outras tecnologias. “Trabalhar com projetos de inovação é um processo lento. Calculamos de cinco a dez anos. Mas também determinamos que a velocidade precisa ser a mais rápida dentro do possível”, destaca Mello. Com o foco e a persistência da equipe e de seus líderes, em pouco tempo o mercado deverá conhecer um novo portfólio de produtos e soluções inovadoras para a indústria alimentícia – humana e animal – entre outros segmentos. 

Exigentes Controles de Qualidade 

O processo de produção é acompanhado de perto pela área de Controle da Qualidade. Todos os itens que entram em contato com o produto ou que farão parte da formulação são avaliados pela área com auxílio do laboratório. Somente depois da aprovação técnica, os mesmos são liberados para o setor de produção.

Depois do processo produtivo estar 100% automatizado e controlado, são realizadas novas análises para confirmar a qualidade e o padrão. “Buscamos a melhoria contínua através de acompanhamentos e controle total, desde a chegada das matérias-primas e embalagens, até a comprovação da efetividade do produto em seus clientes, através de análises laboratoriais e acompanhamento de qualidade em todos os pontos do processo”, explica a engenheira de alimentos, Pâmila Sachet Anziliero, gerente de Qualidade da BTA. Assim, a empresa garante o padrão do produto e a rápida resposta de seus processos, através de uma fábrica moderna e inovadora e de uma equipe multidisciplinar e qualificada. 

Produção e tecnologias limpas 

O fluxo de produção da unidade fabril foi minuciosamente planejado. Os reatores são independentes um do outro, o que garante a biosseguridade do processo e evita a contaminação cruzada. Outra característica que chama a atenção é que, devido ao seu planejamento, a empresa trabalha com estoque mínimo e máximo de matéria-prima e produtos acabados, o que resulta em uma produção enxuta e com trânsito reduzido de pessoas no setor. 

O processo de produção da BTA é limpo porque toda a tecnologia empregada evita desperdícios. Todo efluente gerado é acondicionado de forma adequada e periodicamente uma empresa especializada e certificada faz a coleta, transporte e destinação final dos resíduos. “Se a destinação não for correta, pode causar danos ambientais muito sérios. A BTA foi projetada levando em consideração a preocupação ambiental”, explica o engenheiro químico, Ezequiel Deola, gerente de Produção com amplo conhecimento na área de projetos ambientais. Além disso, a água utilizada para produção passa por um processo de desmineralização, onde todos os sais minerais são retirados, deixando a água mais pura, o que evita a ocorrência de reações químicas indesejadas nos princípios ativos dos produtos. 

A segurança também é observada na BTA. Todas as áreas da empresa são demarcadas e sinalizadas, o que garante um fluxo adequado de pessoas e máquinas. Além disso, como as linhas são automatizadas o operador não tem contato manual com as matérias-primas. “Mesmo assim nossos operadores utilizam todos os EPIs necessários para garantir a segurança”, revela. A utilização de empilhadeira na produção evita esforços físicos desnecessários e evita acidentes. “Em todo tempo que estou na BTA nunca houve acidente de trabalho”, destaca o gerente de Produção. 

Todo este cuidado garante a empresa um trabalho minucioso de pesquisa com a utilização de tecnologias limpas em seus processos como o micro-ondas e ultrassom. “A BTA estuda os melhores parâmetros para o desenvolvimento das formulações, pois entendemos que oferecer produtos inovadores e que tragam o menor impacto para as indústrias é o mais importante”, finaliza o diretor. 

Produtos BTA Aditivos

Atualmente a BTA trabalha com uma linha diversificada de produtos e outros que estão em fase de testes e validações. No portfólio da empresa constam soluções para os seguintes segmentos: 

Aditivos para Nutrição Animal 

Linha Hydro-Feed: Hydro-Feed Premium, Hydro-Feed Antibac Plus e Hydro-Feed Antibac Premium 

Linha Sal Tech: Saltech Sani, Saltech Sani Pro

Linha Salmokill: Salmokill Forte e Salmokill Powder 

Linha BT OX: BT OX, BT OX PLUS, BT OX POWDER, BT OX PREMIUM, BT OX PET, BT OX PET PLUS, BT OX PET POWDER E BT OX PET PREMIUM

Metamite 

Mucofen BR

Saneantes e Higienização 

Linha Dynamic: Dynamic Clorex, Dynamic Air, Dynamic Air Foan, Dynamic Quat

Enziprime 

Tratamento de Água 

Hydro-Pol e Hydro-Pol HP 

Acqua Prime 

Cloro Vita


Mais Notícias